CASES #1

INVESTIDA DE PRIVATE EQUITY

SITUAÇÃO FINANCEIRA INICIAL

  • Receita bruta de R$ 158 milhões

  • Margem EBITDA -32% RL

  • Endividamento bancário R$ 43 milhões (curto prazo)

DIAGNÓSTICO

  • Reestruturação do corporativo;

  • Reestruturação 3 Unidades de Negócio (UN);

  • Reestruturação e alongamento da dívida;

  • Aporte de capital pelos controladores.

TOMADA DE AÇÃO

  • Enxugamento agressivo dos custos corporativos - R$ 10 milhões/ano;

  • Foco em margem de contribuição e mudança do processo de precificação;

  • Mudança de portfolio de produtos e de clientes nas UN #1 e UN #2;

  • Fechamento da UN #3;

  • Renegociação do endividamento junto aos  bancos de forma extremamente favorável à empresa e seus acionistas;

  • Aporte de capital pelos controladores através de emissão de debênture conversível (R$ 40 milhões). 

BANCOS CREDORES
(Saldo Janeiro 2014: R$ 42.9MM)

  • BRADESCO: 31%

  • ITAÚ: 22%

  • SANTANDER: 19%

  • VOTORANTIM: 6%

  • BANCO DO BRASIL: 22%

TERMOS NEGOCIADOS
BANCO DO BRASIL

  • Taxa: TR+9% a.a

  • Carência de Juros e Principal: 6 meses

  • 6 Primeiras Parcelas de Juros e Principal: Semestrais

  • Demais Parcelas: Mensais

TERMOS DA NEGOCIAÇÃO SINDICALIZADA COM OS BANCOS PRIVADOS

  • JUROS: (CDI + 1,5%)

REESTRUTURAÇÃO DO ENDIVIDAMENTO

CASE1_Grafico_Neg_Bancos.png

RESULTADO CONSOLIDADO

CASE1_Grafico_Receita_Liq.png
CASE1_Grafico_EBITDA.png
CASE1_Grafico_MargemContr.png

Reestruture o seu negócio! Fale agora com um dos sócios +55 (11) 97411-4585